23 de fevereiro de 2012

Mostre me tuas mãos e te direi quem és



Vc sabia que muitos problemas de saude podem ser revelados somente olhando pras suas unhas?

Você sabia que as unhas podem revelar pistas de sua saúde geral? Um toque de branco aqui, um tom rosado lá, ou alguma ondulação ou pontinhos mais altos podem ser um sinal de doença no corpo. Problemas no fígado, pulmões, coração podem aparecer em suas unhas. Continue lendo para aprender os segredos que suas unhas podem revelar.

                                                                       Unhas pálidas


Unhas muito pálidas, muitas vezes, pode ser um sinal de doenças graves, tais como:

anemia
A insuficiência cardíaca congestiva
doença hepática
subnutrição


                                                                    Unhas Brancas




Unhas brancas
Se as unhas são majoritariamente brancas com bordas escuras, isso pode indicar problemas de fígado, como hepatite. Nesta imagem, você pode ver os dedos também apresentao sinais de icterícia, outro sinal de problemas no fígado.



Unhas amareladas



Unhas amarelas
Uma das causas mais comuns de unhas amarelas é uma infecção fúngica. Quando a infecção se agrava, o leito ungueal se apresenta, e as unhas podem engrossar ficarem fracas e se partirem. Em outros casos, unhas amarelas podem indicar uma doença mais grave como doença da tireóide, doenças pulmonares, diabetes ou psoríase ou bronquite cronica.



Unhas azuladas




Unhas azuladas
Unhas com uma coloração azulada pode significar que o corpo não está recebendo oxigênio suficiente. Isto pode indicar uma infecção nos pulmões, tais como pneumonia. Alguns problemas de coração pode serem associados com unhas azuladas tambem.



Unhas Onduladas


Se a superfície da unha é ondulada, este pode ser um sinal precoce de psoríase ou artrite inflamatória. Descoloração da unha é comum, a pele sob a unha pode parecer marrom-avermelhada. A psoríase é uma doença de pele que se inicia 10% das vezes nas unhas.




Unhas rachadas e quebradicas


Unhas rachadas, secas e quebradicas.
Se isso acontece freqüentemente pode estar ligado a doenças da tireóide. Porem, Craqueamento ou divisão da superficie da unha com tonalidade amarelada é mais provavelmente causada por infecção fúngica.



Cuticulas inchadas


Se a pele ao redor da unha estiver vermelha e inchado, isso é conhecido como inflamação ungueal. Pode ser o resultado de lúpus ou outra doença do tecido conjuntivo. A infecção também pode causar vermelhidão e inflamação da cuticula sem outros motivos aparentes.


Linhas escuras nas unhas



Linhas escuras abaixo da unha deve ser investigado o mais rapidamente possível. Eles são, às vezes causada por melanoma, o tipo mais perigoso de câncer de pele.


Unhas roidas



 

 Roer as unhas pode ser apenas um velho hábito, mas em alguns casos é um sinal de ansiedade e poderia se beneficiar de tratamento psicologico. Roer as unhas também tem sido associado ao transtorno obsessivo-compulsivo. Se você não consegue parar de roer vale a pena discutir com seu médico.

                                                                   Unhas curvadas


Unhas curvadas (koilonychia) são unhas macias que parecem escavadas para fora. A depressão é geralmente suficientemente grande para conter uma gota de líquido.Muitas vezes, um sinal de anemia de ferro ou uma doença hepática conhecida como hemocromatose, em que seu corpo absorve muito ferro a partir do alimento que você come; Também pode estar associada com doença de coração e hipotiroidismo.


Unhas grandes demasiadamente e curvadas pra dentro.
Unha baqueteamento ocorre quando a curva das unhas se ampliam em torno das pontas dos dedos, geralmente ao longo de anos. Unha baqueteamento é, por vezes o resultado de pouco oxigénio no sangue e pode ser um sinal de vários tipos de doenças pulmonares. Unha baqueteamento também está associada com doença inflamatória do intestino, doença cardiovascular, doença do fígado e da AIDS.


Essa condicao e conhecida como unhas de Terry
      
A ponta de cada unha tem uma banda escura. Às vezes isto pode ser atribuído ao envelhecimento. Em outros casos, pode ser um sinal de uma condição grave subjacente, tais como doenças do fígado, insuficiência cardíaca ou diabetes.


Unhas com faixas de depressoes


Depressões que percorrem as unhas. As depressoes podem aparecer quando o crescimento na área sob a cutícula é interrompida por lesão ou doença grave. Condições associadas com incluem diabetes não controlada e doença vascular periférica, bem como doenças associadas com febre alta, tais como a escarlatina, sarampo, caxumba e pneumonia. As linhas também podem ser um sinal de deficiência de zinco.


Separacao da unha

separação da unha


Uma condição conhecida como onicólise, as unhas se soltam e separam-se do leito ungueal. Muitas vezes associados com lesão ou infecção. Em outros casos, a separação das unhas sao uma reação a algum determinado medicamento ou produto de consumo, tais como endurecedores de unhas ou adesivos. Doenças da tireóide e psoríase - uma doença caracterizada por manchas escamosas na pele.

Apesar de muitos problemas acompanharem as mudanças das unhas, raramente elas são o primeiro sinal. Anormalidades nas unhas são, em muitos casos inofensivas - nem todos as pessoas com unhas brancas têm hepatite. Porem, a maioria das pessoas com hepatite tem unhas brancas, entao se vc estiver preocupado com sua saude, consulte um medico.

Fontes:
Habif TP. Clinical Dermatology: A Color Guide to Diagnosis and Therapy. 5th ed. Edinburgh, U.K.; New York, N.Y.: Mosby Elsevier; 2010. http://www.mdconsult.com/books/page.do?eid=4-u1.0-B978-0-7234-3541-9..00034-1&isbn=978-0-7234-3541-9&sid=1202987289&uniqId=280881613-3#4-u1.0-B978-0-7234-3541-9..00034-1--s0035. Accessed Sept. 9, 2011.
Gregoriou S, et al. Nail disorders and systemic disease: What the nails tell us. Journal of Family Practice. 2008;57:509.



fontes:

http://vilamulher.terra.com.br/unhas-podem-ajudar-no-diagnostico-de-doencas-11-1-60-299.html

http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/1431/doenca_das_unhas.htm

http://reference.medscape.com/features/slideshow/nail-diseases

http://www.mayoclinic.com/health/nails/WO00055&slide=4

http://www.aafp.org/afp/2004/0315/p1417.html

http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/naildiseases.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Nail_disease

20 de fevereiro de 2012

Voce e o amigo com o "BAFAO"???





Quem nunca teve mau halito nessa vida que jogue a primeira pedra! Todos nos ja passamos por isso algum dia, porem existem pessoas que sofrem de constante mau halito. Muitas vezes sao pessoas queridas, amigas, simpaticas que todos gostamos mas que e muitoooooooo dificil manter como amigo diariamente pois o mau halito e forte demais. E aquele fedor que vem de dentro e que te embrulha o estomago por completo.



O triste de tudo isso e que a maioria das vezes a pessoa que sofre de mau halito nem mesmo sabe disso. Ninguem conta pra ela e ela nao consegue indentificar sozinha. 

Aqui algumas dicas que podem ajudar:


1-As laranjas, ricas em ácido cítrico, são muito eficazes, já que estimulam as glândulas salivares a produzir saliva, refrescando o hálito.

2-A salsa é muito eficaz no combate ao mau hálito já que contém clorofila, com características especiais na remoção do mau cheiro e com excelentes propriedades anti-bacterianas.

3-O cravinho ou cravo-da-índia contêm eugenol, mais um fantástico anti-bacteriano. Pode colocá-lo na boca e trincá-lo, deixando o seu óleo de aromas invadir a sua boca. Isto poderá arder ligeiramente, por isso vá trincando-o até todo o seu óleo ficar consumido, cuspindo tudo no final. Não use esta especiaria em óleo ou em pó pois poderá queimar a parte interior da boca.

4-A canela em pau é muito eficaz como anti-séptico oral.
 
5-Existem algumas sementes muito benéficas no combate ao mau hálito. São elas as sementes de funcho, de cardamomo, de endro e de anis. Esta última é a mais poderosa para matar bactérias, enquanto as restantes são mais eficazes para disfarçar o cheiro.

6-A pastilha elástica, mastigada após as refeições, ajuda a limpar a cavidade bocal e estimula a produção de saliva, o que se torna benéfico. Opte pelas pastilhas sem açúcar, já que assim não permitirá que as bactérias do mau hálito sejam alimentadas por esses mesmos açúcares.

7-Iogurte natural apos todas as refeicoes ajuda muito a combater as bacterias mas do seu estomago.

8- Evitar alimentos cheios de acucar pois alem deles destruirem seus dentes, tambem aumentam a possibilidade de candida em seus intestinos, o que pode provocar gases com pessimo odor.

9-Nao comer mais nada pelo menos 6 horas antes de ir dormir. Jante cedo e faca uma boa limpeza bocal e evite beliscar alimentos (especialmente alimentos fortes e gordurosos) perto da hora de ir pra cama dormir. Beber agua ou chas pode :)

Os elixires, os dentífricos e as escovas de dentes são eficazes?

Grande parte dos elixires disfarçam somente o mau hálito durante algum tempo. Os mais eficientes para combater o mau hálito são os à base de dióxido de cloro, já que conseguem eliminar os compostos de enxofre, que causam o mau hálito. Os elixires mais comuns, à base de álcool, secam a saliva e agravam ainda mais o problema do mau hálito.

As pastas dentífricas à base de óleo da árvore-do-chá são as melhores, já que funcionam como um desinfectante natural. Poderá encontrá-las em farmácias ou lojas de produtos dietéticos. Traga sempre consigo uma escova de dentes e o respectivo dentífrico, usando-a após todas as refeições. Se por acaso ingeriu bebidas à base de citrinos ou de cola, escove os dentes apenas uma hora depois, já que se o fizer imediatamente a seguir, estará a favorecer o efeito erosivo que os ácidos desses líquidos provocam nos dentes.

A melhor forma de guardar a sua escova de dentes é de cabeça para baixo, num recipiente tapado e com água oxigenada. Não se esqueça de a passar bem por água antes de ser utilizada.
Outras técnicas para eliminar o mau hálito da boca:
A língua é a principal responsável pela produção do mau hálito, pois aloja bactérias que provocam esses maus odores. Sempre que possível raspe-a, por exemplo, com os dentes, enxaguando posteriormente a boca com água.

Uma colher também é muito eficaz como raspador de língua. Passe a colher pela língua, de trás para a frente, durante algumas vezes e não esquecendo as laterais da língua. Passe depois a boca por água.

Use um irrigador para a boca, um aparelho simples que esguicha água e limpa o interior da boca. Este é muitas vezes mais eficiente que uma escova de dentes ou o fio dental.


O mau hálito não tem cura, é da pessoa.
Verdade ou mentira?

O mau hálito é curável em 99% das pessoas. Há pessoas com mais propensão do que outras. Mesmo as mais predispostas ao mau hálito conseguem acabar com ele. Somente precisam de uma avaliação e orientação por profissionais, normalmente dentistas treinados para tratar a halitose.


É normal ter mau hálito, é um problema que todo mundo tem.
Verdade ou mentira?

Existem dois tipos de mau hálito: 1- a pessoa que tem mau hálito quase todos os dias, durante grande parte do dia (halitose crônica) e 2- a pessoa que tem mau hálito esporadicamente, em um determinado momento do dia, principalmente logo após acordar, quando fica muito tempo sem comer ou quando fica tensa (mau hálito esporádico). Aproximadamente 15% das pessoas têm halitose crônica, enquanto quase todas as pessoas têm mau hálito esporádico. Ambos os tipos de mau hálito têm tratamento. Mesmo o mau hálito esporádico pode ser bastante reduzido com uma orientação individualizada, levando a uma redução na freqüência de sua ocorrência e na intensidade do odor. Por exemplo, o mau hálito matinal, comum logo após acordar, pode ser eliminado ou tornar-se muito menos intenso, após 1 a 6 semanas do início do tratamento. A halitose crônica é eliminada em quase todas as pessoas, após 3 a 6 semanas do início do tratamento.

Dieta simples pode combater mal hálito
Comer a cada três horas e beber água nos intervalos das refeições evita o odor desagradável na boca

A pior coisa para quem sofre com o mau hálito é ficar se esquivando o tempo inteiro para não incomodar as pessoas. Mas há uma solução para o problema, que é muito desagradável tanto para quem o carrega na boca quanto para quem convive com a pessoa. Nem todo o tipo de halitose (o nome oficial do mau hálito) tem cura imediata, mas uma das formas mais comuns, a fisiológica, pode ser combatida com uma dieta bem simples.

Muita gente acorda com mau hálito de manhã - a chamada halitose fisiológica. A situação é natural, temporária e acontece também durante o dia quando se passa mais de três horas sem comer. De acordo com o gastroenterologista Ricardo Aires, ao se passar muito tempo sem comer, o organismo precisa de uma fonte de energia e a principal é a glicose.

Energia
Com três a quatro horas sem comer, não há mais glicose e o organismo procura outra fonte de energia que são as gorduras, começando a queimá-las. Como resultado, há liberação de gases odoríferos e mau hálito. O problema pode se prolongar durante o dia no caso de pessoas que fazem dieta descontrolada. Comer nesse mesmo período pode resolver o problema.

Além de reduzir o intervalo das refeições, as pessoas devem ficar atentas ao que comem. As dietas ricas em proteínas, que resultam em aminoácidos no processo da digestão, segundo Aires, podem ser decompostas pelas bactérias do intestino grosso, produzindo também gases odoríferos. Um exemplo é o excesso de ovos e carnes vermelhas, ricos em proteínas.


Fibras
Como prevenção, deve-se abusar de alimentos ricos em fibras, como frutas, verduras, cereais integrais e arroz integral. A dieta tende a melhorar o trânsito intestinal, diminuir a proliferação de bactérias e, conseqüentemente, a liberação de gases. A maçã é uma ótima aliada do hálito saudável. 'Tem fibras e estimula as glândulas salivares, além de ter potencial detergente, limpando a língua', frisa a dentista Daiane Rodrigues.

A ingestão de bastante água por dia é outra boa recomendação. 'A ingestão de água deve ser fracionada durante todo o dia, porque se você bebe tudo de uma vez, joga fora rapidamente', ensina Daiane.

Se a produção salivar é inadequada, a saburra acumula-se com mais facilidade na língua. E, mais uma vez, o estresse entra como um fator limitante da saúde, contribuindo para a deficiência de produção salivar. 'Quando se está estressado, ansioso, há liberação de adrenalina, antagônica da glândula salivar, reduzindo a produção de saliva, gerando saburra e mau hálito', explica a dentista Daiane.
Jornal de Brasília

Fonte: http://www.saude.df.gov.br/003/00301009.asp?ttCD_CHAVE=26300