3 de janeiro de 2013

Corantes artificiais e DNA.

   Photo by Mohamed Babu.

   Food coloring and DNA mutations
   By: Jaqueline L.B. with cooperation of Doctor Bartlett M.

In the history of the world we have never had so many cases of cancer than now. The worse part of this statement is that the numbers are just increasing as we think about them. According the WHO 7.6 million people worldwide died from cancer in 2008 and 30% of cancers could be prevented. According to the National Cancer Institute, cancer is a term for division without control of abnormal cells. There are several causes of cancer, the one we will be talking about is the DNA mutations caused by chemicals
known mutagens. It is widely known that many of the products we use in our everyday life have very harmful chemical substances, that have the potential the change our DNA, sadly we do not think about it or we may live under the false believe that our government are here to protect us from harmful substances. Although history may be forgotten by some, one just need to look back some decades ago to uncover the sad
case of the very common used herbicide called Agent Orange, now known to cause several types of cancer, birth defects among many other diseases, according the United States health department. Additionally, no one needs to go as far in history to find hundreds if not thousands of products that are still damaging our DNA and having the potential of cause cancer among many other DNA related diseases in our everyday life.

To uncover these harmful potential mutagens the AMES TEST was developed by the scientist called Bruce Ames. The AMES TEST is a simple laboratory test that can be performed easily and relatively fast to predict the carcinogenic potential of any common substance. The assumption of the AMES TEST is that development depends on normal cell division and that if this equilibrium is disrupted by chemicals that are mutagen the DNA may be altered and mutations in the DNA sequence may lead to cancer. Additionally, because DNA is genetically universal in all arrays of life, the prediction of a chemical mutagen in a bacterium DNA is also indicative of the same results for human DNA. So with all this in mind, and to test it, the question now is, can a very widely used product in our everyday lives, artificial food color be a mutagen?


Food coloring is widely used in almost any processed food we can find in the supermarket now a days, especially among food sold to attract children. One may think that if food color is added in almost every food, and if the majority of these foods are to target children, it must be safe, or our government would not allow it to be sold. However, the hypothesis is that food coloring is not safe, and in fact may be a dangerous mutagen targeting our most young population.

The prediction is that food coloring is a mutagen and that the Ames test will show that bacterium DNA will mutate in the presence of food coloring. Using the Ames test for the experiment, the material was:
Three Petri plates, bacterium sensitive to streptomycin (about 0.1 ml per plate) , agar medium that contains streptomycin (10 um per ml), agar medium without streptomycin, filter paper disks, food coloring lake blue, and hydrogen peroxide.

For identification of each part of the plates was used the initials:

HP: Hydrogen Peroxide
FC: Food Coloring
E.C: Bacteria E-Coli
FD: Filter disk

All material is well sterilized and paper disks are soaked in each chemical to test for potential mutagens.

Plate 1 to test mutagenic potential and frequency: The plate was divided in 4 parts as shown:

This plate has antibiotic Streptomycin known to cause mutations in the bacterium E-coli, and is used as a control to check for mutagenicity. It is divided in 4 parts, one part with only e-coli, one with EC + FC, and one with EC + HP. We expect that all but EC+HP will mutate grow and divide.

Plate 2 to test for toxicity:

This plate does not have antibiotic and is used to check for toxicity of the substances in contact with E-coli. We believe that food coloring is not toxic to E-coli but hydrogen peroxide is, therefore, we expect the e-coli to die next to HP but to remain alive next to FC.

Plate 3 to test for contaminants:

This plate is used to test for contaminants. There is no antibiotic in this plate and nether there is E-coli. Therefore we expect nothing to happen to this plate because it should be sterile. However, if anything happens to it, the whole experiment may be contaminated and the results compromised.

All plates are left to incubate, and the results checked after 1 week is presented below.

Plate 1 (control for mutagenic potential and frequency) after 7 days of incubation.

Plate 1 the control for mutagenic potential and frequency: In this plate one can see that the bacteria E-coli multiplied in the incubation period in all but the part with HP chemical. The frequency of the mutation is also very large in the FC region.

Plate 2, control for toxicity after 7 days of incubation. 

In plate 2 the results shown that HP is very toxic to bacteria E-coly. However, FC is not toxic and EC grows well in it.

 Plate 3, control for contaminants, after 7 days of incubation.

In plate 3 one can see that there is the start of the formation of some type of contamination in our medium. The 2 yellow points that are showed in the photo should not be there if no contamination had occurred.


Although there were some limitations and problems with contamination of plate three, the results of the other 2 plates support the hypothesis that the widely substance known as food color blue lake is a mutagen and does cause the risk for DNA mutations that may lead to cancer. In plates 1 and 2 one can clearly see that FC is not toxic to bacteria but has indeed mutagenic proprieties as several other researches have
previously have shown, as for instance a research called Food Dyes a Rainbow of Risk from the Center for Science in the Public Interest. The experiment also reflect what other similar studies using the Ames test have previously discovered, that although food coloring has moderate mutagen proprieties the continuous use of it does increases the chance of mutations in human DNA which can cause cancer and several other related
genetic diseases and dysfunctions. Additionally, It would be advised for this test to be repeated to exclude any possibilities of results being altered by plates contamination, which in all cases do not exclude the possibility for food color being a moderate type of mutagen due to the extensive length of previous research’s already done on this subject.


Ames test:
Cancer mortality rates:
Agent Orange:
Food coloring and risks:
Evaluation of mutagenic potential of food dye:

Insetos beneficos para horta organica

 Insetos benéficos para sua horta ou jardim.
Nem todos os insetos são pragas. Na verdade, a maioria dos insetos que vivem em seu jardim estão ajudando as plantas a crescer em numerosas formas invisíveis. Se você está tendo um problema com pragas em seu jardim, você provavelmente tem um desequilíbrio da fauna ou um desequilíbrio de nutrientes do solo. Quanto mais insetos e outros animais em seu jardim, menos probabilidade  teram as pragas de sobreviver. Você vai descobrir que a maioria dos insetos comem as traças e vermes que estão comendo suas plantas.
Como a biodiversidade mantém seu jardim 
A biodiversidade é a chave para um jardim saudável e orgânico. Biodiversidade significa a presença de um conjunto diversificado de plantas e animais. Comercial mono-culturas requerem quantidades obscenas de produtos químicos, porque eles têm um nível não-saudável da diversidade.
Em intocada natureza, pragas e doenças das plantas existem, mas raramente saem do controle. Isto é porque  há um sistema natural de freios e contrapesos, que mantêm essas coisas sob controle. Naturalmente, o seu jardim não é "natureza intocada" - é bastante tocado. Você plantou plantas aqui, que não são naturais, você precisa cavar e manipular a terra, mas você  pode do mesmo modo  incentivar um equilíbrio na diversidade natural.
Como controlar seus pulgões
Se você tem um problema com pulgões em seu jardim vegetal ou flores, você pode introduzir um inseto, que se alimenta de pulgões. A mais comum delas é a joaninha. A Joaninha e sua larvas alimentam-se de pulgões, ácaros e lagartas pequenas. As larvas são especialmente ativos. 
Incentivar insetos benéficos para visitar o seu jardim
Se você está tendo um problema com ácaros de árvores frutíferas, aranha, moscas verdes ou lagartas pequenas, você pode incentivar moscas a pairarem no seu jardim. 
Libélulas são boas para o seu jardim também. Libélulas comem mosquitos. Se houve pulverização em sua área para os mosquitos, as chances são o spray matou as libélulas também. 
Um sapo é um príncipe no jardim orgânico
Construção de uma lagoa perto de seu jardim irá incentivar os anfíbios. Anfíbios, especialmente sapos, são grandes amigos de seu jardim como eles comem muitas moscas, mariposas e insetos voadores. Uma lagoa também vai incentivar as libélulas, que comem mosquitos.
Plante e incentive o crescimento de tantos tipos diferentes de plantas aquáticas em sua lagoa que puder. Com um aumento da densidade de plantas aquáticas um aumento da diversidade de insetos lagoa associadas (incluindo libélulas) irão habitar o seu lago e se alimentam de uma ampla gama de pragas de insetos.

Por que a maioria dos insetos devem ser protegidos
Um agricultor orgânico não deve e não pode eliminar todos os insetos em seu jardim. A maioria dos insetos são tão pequenos e móveis que nunca a maioria das pessoas sequer percebem que eles existem. Pulverização de pesticidas indiscriminadamente é a pior coisa que você pode fazer para o seu jardim. Tire algum tempo uma tarde para se sentar calmamente em seu jardim e ver suas plantas, você vai se surpreender com a quantidade de vida que existe lá! Apreciando toda a vida em seu jardim é parte de ser um agricultor orgânico e um amigo da terra.
As abelhas são insetos grandes para o seu jardim. Árvores frutíferas que requerem polinização não pode viver sem as abelhas! Incentivar as abelhas em seu jardim é fácil, eles adoram flores.Lavanda , alecrim, margaridas, cosmos, etc... do lado de fora e entre as outras plantas do seu jardim e as abelhas virão.
Jardins orgânicos são para os pássaros ... sério!
Os pássaros são outra grande forma de controle natural de pragas. Aves e morcegos vivem de pragas e insetos. É lamentável e irônico que os pesticidas muitas vezes acabam matando ou prejudicam as aves locais. Plante seu jardim perto de árvores altas. Aves irao estabelecer ninhos nas árvores e visitar o seu jardim para comer besouros, mariposas  e moscas.
Imitar a Mãe Natureza na Diversidade
A melhor maneira de incentivar um conjunto diversificado de vida em seu jardim é com o plantio de uma variedade de plantas. Enquanto algumas das pragas serão atraídos para algumas de suas plantas, as outras plantas irão atrair os insetos amistosos. A maior diversidade de plantas em seu jardim, a maior diversidade de insetos. Fale com o seu viveiro local sobre plantas nativas em sua área .
A importância de comprar produtos locais
Estar ciente ao comprar vasos de plantas que foram cultivados localmente e com cuidado.Plantas importadas podem conter insetos importados. Se suas pragas são locais, as chances são de que eles têm inimigos locais. Se suas pragas são importados, eles podem não ter quaisquer predadores locais em seu jardim.
Jardinagem orgânica é sobre a manutenção do equilíbrio
Seja consciente ao introduzir os insetos em seu jardim intencionalmente, mesmo as que são benéficas. Não introduzir os insetos se a presa não existe em seu jardim. Se você introduzir uma população de insetos, mas não alimentá-los, então você está prejudicando a diversidade de seu jardim, em vez de incentivá-la, jogando fora o equilíbrio.
Quando você olha para o seu jardim é uma bagunça de cor bonita? São pássaros, abelhas e moscas pairando em cima? Será que o seu jardim se encaixam naturalmente na paisagem com uma variedade de plantas e animais nativos? Com uma saudável diversidade de insetos e outros animais, o seu jardim vai ser saudável, ter herbivoria de insetos muito pouco e as populações locais de animais irá manter populações saudáveis.
Insetos benéficos vao controlar as pragas
Alguns insetos como a joaninha são chamados benéfico, porque eles são os caras bons que estão na caça aos bandidos que estão alimentando em suas plantas. Aqui está uma lista de insetos benéficos.
Verde Lacewings Chrysoperla carnea 
Verde Lacewings Chrysoperla carnea 
Lacewings verdes são um inseto benéfico para todos os fins que se alimentam de insetos, como pulgões e outros insetos que virão e se alimentam de suas plantas. Crisopídeos são perfeitos para um jardim do quintal, jardim maior, ou uma estufa.
O inseto mais popular benéfico, esses besouros bonitinho comem pulgões e aranha-ácaros e pode ser comprado facilmente na maioria dos viveiros. Uma joaninha come até cem pulgões por dia!
Ácaros predadores
Estes ácaros se alimentam de ácaros tripes e Pest.

Estes besouros se alimentam de insetos de solo, como ovos de larva,  pupas, especialmente os de vermes e larvas de repolho e cebola. Eles também comem ovos de lesma e do caracol.
Besouros soldado
Estes besouros comem pulgões, lagartas, besouros de pepino, milho e ovos Gafanhoto.
Todas as aranhas são predadores benéficos. Você deve incentivá-los em seu jardim usando palha.
Abelhas E vespas

Estas abelhas alimentam-se de larvas de moscas, lagartas e gafanhotos para seus filhotes.
A maioria destes insetos benéficos podem ser comprados em um berçário ou através de correspondência. Aqueles que não podem ser comprados podem ser naturalmente atraídos para o seu jardim, se você plantar plantas específicas.
Não liberar esses insetos benéficos em seu jardim, se a presa não existe lá. Se você fizer isso, você pode interromper ecossistema natural do seu jardim e, possivelmente, piorar seus problemas de pragas.
Produzir uma diversidade de plantas em seu jardim irá atrair uma gama de insetos, ea maioria dos insetos são benéficos. Insetos benéficos são apenas uma das muitas razões para manter um conjunto diversificado de plantas em seu jardim.
Répteis e anfíbios também são criaturas benéficas. Construção de uma lagoa em sua terra vai incentivar rãs e sapos para reproduzir, e esses anfíbios, então, comem moscas e outros insetos.

A importância das abelhas e outros insetos na polinização

As abelhas podem ser indicadores biológicos do equilíbrio ambiental, muito útil no esforço da conservação, da biodiversidade e na exploração sustentável do meio ambiente. É na polinização das flores que as abelhas mais contribuem, dando origem aos frutos de inúmeras espécies e chegando a aumentar a produtividade de plantas cultivadas em até 500%.

As flores são os órgãos reprodutivos das plantas, cujo objetivo é desenvolver as sementes que darão início a uma nova geração de plantas. Quando os óvulos presentes nas flores são fecundados, ou seja, quando a eles se unem as células masculinas, substâncias químicas são liberadas para estimular o crescimento do fruto e das sementes. Como a polinização é uma etapa anterior à fecundação, sem a primeira não há a possibilidade da segunda e, nem tampouco, do desenvolvimento de frutos e sementes. A polinização é, portanto, um momento crítico na reprodução sexual das plantas.

Mas afinal, o que é a polinização? a polinização nada mais é que a transferência do pólen da estrutura reprodutiva masculina de uma flor (estame), para a estrutura reprodutiva feminina (o pistilo) da mesma flor ou de outras flores. A transferência do pólen da antera para o estigma poderá ocorrer pela ação da gravidade, do vento, da água ou de animais. Os animais que realizam essa transferência são conhecidos como polinizadores e podem ser insetos (abelhas, besouros, moscas, borboletas, vespas e mariposas), aves (beija-flores e periquitos) e, mamíferos de pequeno porte (morcegos e roedores). Dentre esses animais, as abelhas merecem destaque como polinizadoras porque como dependem das plantas para a alimentação tanto de seus adultos quanto das crias, elas visitam constantemente as flores; elas possuem pilosidade por todo o corpo, o que facilita a aderência e o transporte de grãos de pólen; e apresentam uma enorme diversidade de espécies.

Outros insetos amigos da horta:

Percevejo assassino
Percevejo Geocoris

A manutenção de um ecossistema saudável e diversificada dentro do seu jardim é a verdadeira chave para o controle de pragas. Incentivar a vida, não a morte, é o que acabará por dar-lhe um belo jardim e frutífera orgânica que é abundante e gratificante.